Thiago Peixoto vai pedir afastamento do cargo de secretário-geral do PSD

O deputado federal não se sentiu valorizado pela cúpula do PSD, que o impediu de ser vice de José Eliton

O deputado federal Thiago Peixoto vai pedir afastamento do cargo de secretário-geral do PSD. Ele disse ao Jornal Opção que não pensa em se desfiliar. Porque tem amigos no partido e porque mantém “um forte e ótimo relacionamento” com os deputados federais da legenda presidida nacionalmente pelo ministro Gilberto Kassab.

Thiago Peixoto não vai disputar a reeleição porque não se sentiu valorizado pela cúpula do PSD — leia-se Vilmar Rocha —, que o teria vetado para vice do governador José Eliton.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Luciano Almeida

Vilmar Rocha é uma figura emblematica no universo político. Espécie de “cacique” partidario, age pir si e para si. Recebeu todo o apoio e prestigio possivel nos governos de Marconi e Zé Eliton, mas retribuiu essa confiança do pior modo possível: reivindicou uma suplência confortável de Marconi e avisou que não apoia o candidato ao governo. Enquanto tal comportamento dúbio, camuflado e interesseiro contaminar a política, é melhor que cidadãos de bem – como Thiago Peixoto – se afastem e mantenham distância de criaturas como esse “líder” de si mesmo: um ente dessa natureza deve ser mantido em isolamento profilático.