Thiago Peixoto e Francisco Jr podem indicar secretário das Cidades e Meio Ambiente

O deputado Heuler Cruvinel e Hwaskar Fagundes estão exonerando o pessoal do PSD e nomeando pessoas da República de Rio Verde

Thiago Peixoto e Francisco Júnior: em defesa do espaço do PSD

A Secretaria das Cidades e Meio Ambiente, quando Vilmar Rocha deixou o cargo, ficaria sob o comando de uma pessoa indicada pelo deputado federal Heuler Cruvinel, mas com espaços reservados para os líderes do PSD, como o deputado federal Thiago Peixoto e o deputado estadual Francisco Júnior. Os três parlamentares eram do PSD. Thiago e Francisco continuam no partido, mas Heuler saiu, filiando-se ao PP. Ocorre que, de repente, Heuler, além de indicar Hwaskar Fagundes como titular da pasta, começou a trocar os auxiliares que haviam sido indicados pelo PSD. Por isso, ante uma perseguição tida como ostensiva, os deputados Thiago Peixoto, Francisco Júnior, Lucas Calil e Simeyzon decidiram reivindicar a Secima ao governador de Goiás, José Eliton (PSDB).

Heuler Cruvinel, Thiago Peixoto e Francisco Júnior: os três comandariam a Secima, mas, no momento, a secretaria é “dirigida” unicamente pelo primeiro

Integrantes do PSD relatam aos deputados do partido que há um “clima hostil” na Secima. Um auxiliar de Hwaskar Fagundes costuma dizer: “A Secima vai funcionar como uma empresa privada; então, cuide-se, senão será exonerado”. Segundo os deputados do PSD, Heuler Cruvinel indicou o secretário, Hwaskar Fagundes; o chefe de gabinete, Sandro Avelar; o superintendente-executivo do Meio Ambiente, Paulo Humberto; o gerente de Fiscalização Ambiental, Carlos Augusto; e o chefe do Núcleo de Licenciamento Ambiental, Márcio Rezende. Outros auxiliares serão trocados. Um auxiliar do secretário afirma que a ordem “é fazer um limpa” do pessoal do PSD. O objetivo é instalar a República de Rio Verde na Secima.

Hwaskar Fagundes: jogo duro com os integrantes do PSD

Os deputados do PSD frisam que o PP assumiu a Agência de Habitação (Agehab) praticamente de porteira fechada. Já o PSD não tem mais cargos importantes no governo, embora seja um dos maiores partidos da base aliada. Thiago e Francisco inclusive apoiam a reeleição de José Eliton.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.