Talles Barreto aposta que Goiânia vai eleger um prefeito de oposição

“Há uma tradição de que aliados do governador não elegem o prefeito da capital. É assim há algum tempo e certamente, na próxima eleição, não será diferente”

O deputado estadual Talles Barreto aposta que os eleitores de Goiânia vão optar por um candidato a prefeito que seja de oposição em 2020. “Há uma tradição de que aliados do governador do Estado não elegem o prefeito da capital. É assim há algum tempo e certamente, na próxima eleição, não será diferente.”

Talles Barreto afirma que os eleitores da capital cobram renovação. “Eventualmente, por ser mais conhecido, Iris Rezende pode até sair em primeiro lugar. Mas as pesquisas qualitativas apontam para um ‘cansaço’ impressionante em relação ao prefeito. As pessoas dizem mais ou menos assim: ‘O Iris é bom, mas já deu o que tinha de dar’. Por mais que faça obras, e até consiga inaugurá-las, o líder emedebista dificilmente será reeleito. Quando os eleitores puderem avaliar os demais candidatos, sobretudo aqueles que forem propositivos e inovadores, o quadro será bem diferente. Mas uma coisa é certa: vai ganhar aquele que fizer um discurso de oposição a Iris Rezende e, ao mesmo tempo, não tiver o apoio do governador Ronaldo Caiado”.

Talles Barreto, deputado estadual pelo PSDB | Foto: Fábio Costa / Jornal Opção

Daqui a uma semana, Talles Barreto terá nas suas mãos uma pesquisa qualitativa sobre os humores gerais do eleitorado de Goiânia. “Será o ponto de partida para uma atuação mais planejada. Quero saber o que o goianiense realmente pensa e o que ele quer de fato. Na época de Nion Albernaz como prefeito, a gente enchia os olhos ao falar de Goiânia. Agora, é vista como uma cidade comum, sem identidade — o que é lastimável. Se eleito prefeito, quero cuidar das pessoas, das famílias — que foram abandonadas pela gestão de Iris Rezende. Farei obras, é certo, mas minha preocupação será o ser humano, os indivíduos.”

Depois de estabelecido um projeto para Goiânia, que será discutido com os integrantes do PSDB, Talles Barreto começará uma série de encontros com líderes de outros partidos. “O PSDB tem capital eleitoral e nós queremos dialogar com outras forças políticas. Ao mesmo tempo, vamos lançar uma chapa consistente para vereador.”

O parlamentar sublinha que não percebe nenhuma ação de José Eliton para disputar a Prefeitura de Goiânia. “Não tenho relacionamento com Zé Eliton e não vejo interesse dele em participar do pleito de Goiânia, pois não se relaciona com os integrantes do diretório. A dra. Cristina Lopes, sim, é vereadora atuante na capital. Trata-se de um grande nome. Mas não vejo relação dela com o partido, ou seja, se colocando no processo para ser candidata pelo PSDB. Pelo contrário, só ouço falar que planeja disputar pelo PDT da deputada Flávia Morais. Eu quero ser candidato pelo PSDB e, portanto, não articulo com outros partidos, como o PDT.”

Talles Barreto afirma que articula fortemente com o presidente do PSDB, Jânio Darrot. “Jânio é ponderado e equilibrado. O PSDB está sendo bem conduzido. Trata-se de um político e empresário de sucesso, tanto que Trindade é uma referência em termos de administração pública.”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.