Suplente de senador diz que maioria dos vereadores do MDB apoia Caiado para governador

Luiz Carlos do Carmo afirma que o MDB caiadista quer ganhar as eleições — não quer fazer figuração

Luiz Carlos do Carmo, suplente: “Todo mundo conhece Ronaldo Caiado, o senador empolga os eleitores e não precisa ser apresentado”

Luiz Carlos do Carmo, do MDB, é suplente do senador Ronaldo Caiado. Se o presidente do DEM for eleito governador, o ex-deputado assume o mandato por quatro anos — o que fará a alegria da “nação” evangélica, notadamente da Igreja Assembleia de Deus, à qual pertence o irmão do pastor Oídes José do Carmo, um dos religiosos mais respeitados de Goiás.

Na sexta-feira, 23, Luiz Carlos do Carmo disse ao Jornal Opção que está trabalhando, em tempo integral, na pré-campanha de Ronaldo Caiado. “Nós conversamos com líderes políticos e empresariais e com o povo. Nós vamos ganhar as eleições.”

Daniel Vilela, o pré-candidato do MDB a governador, “é”, se­gundo Luiz Carlos do Carmo, “boa gente. Acha que o momento é dele e, portanto, tem o direito de disputar. Mas esclareço que, quando fui escolhido como suplente de Ronaldo Caiado, em 2014, nós, emedebistas, sabíamos que, em 2018, o líder do Democratas seria candidato a governador. Ele disse que iria disputar o governo e eu, que poderia ter disputado mandato de deputado, aceitei a suplência”.

Na avaliação de Luiz Carlos do Carmo, o MDB deveria respeitá-lo. “Veja só: mesmo se Daniel Vilela perder, o MDB ganhará um senador — o que não é pouca coisa. O partido precisa ser leal comigo. Friso que Ronaldo Caiado não será candidato de qualquer maneira. Se não estiver bem, não disputa. O fato é que, com o senador, as oposições têm mais chances de eleger o próximo governador. Daniel Vilela é jovem e poderá esperar um pouco mais. O que nós, do MDB, queremos mesmo é a união entre Ronaldo e Daniel.” Mas o ex-deputado admite que o jovem emedebista, “dado seu caráter obstinado”, será candidato.

Há um fato, frisa Luiz Carlos do Carmo, que “a imprensa não está percebendo: a grande massa dos vereadores do MDB está com Ronaldo Caiado”.

O ex-deputado pode ser ex­pulso do MDB? “Não há motivo para me expulsarem. Os emedebistas que me colocaram na suplência de Ronaldo Caiado agora vão me expurgar? Não acredito.”

Na opinião de Luiz Carlos do Carmo, Ronaldo Caiado empolga o eleitorado por vários motivos. “Primeiro, porque tem discurso e pretende ampliar a modernização de Goiás. Segundo, tem autoridade e sabe o que quer. Terceiro, tem princípios e não adere ao populismo. Quarto, tem um perfil ético e não foi citado na Operação Lava Jato. Pode-se dizer que o momento do Brasil equivale ao momento de Ronaldo Caiado. Há uma sintonia fina entre ambos. O fato de que grandes prefeitos do MDB — Adib Elias, de Catalão, Paulo do Vale, de Rio Verde, Renato de Castro, de Goianésia, e Ernesto de Roller, de Formosa — bancam Caiado é significativo. Nós queremos eleger o governador. Não queremos fazer figuração na eleição.”

Luiz Carlos do Carmo afirma que, se eleito, Caiado governará com o MDB. “Caiado ‘dará’ poder ao MDB.”

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.