Solidariedade aposta na juventude para enfrentar Iris Rezende

Deputado federal diz respeitar o legado do prefeito, mas diz que o trabalho do emedebista não é o que Goiânia precisa para o futuro

Lucas Vergílio, deputado federal do Solidariedade | Foto: Maria Salim/ Agência Câmara

Diante de Iris Rezende, um adversário com mais de 60 anos de trajetória política, dois mandatos como governador de Goiás e quatro como prefeito de Goiânia (o primeiro deles, interrompido pelo regime militar, em 1969) e um estilo inconfundível como gestor, o Solidariedade quer apresentar-se como um partido com novas ideias na eleição de outubro. “O que foi realizado no passado e até mesmo no presente por esta e pelas gestões anteriores é preciso ser reconhecido, mas não é necessariamente o que precisamos para os próximos anos”, diz o deputado federal Lucas Vergílio.

Por isso, o partido acertou a filiação do deputado Alysson Lima, com aval de Vergílio para disputar a eleição para prefeito. Lima tem 44 anos. Virgílio, que vai completar 33 anos de idade em abril, destaca a juventude da bancada do Solidariedade na Assembleia Legislativa: Amilton Filho tem 34 anos e Thiago Albernaz, 29.

O neto do ex-prefeito Nion Albernaz, contudo, já declarou que tem interesse em disputar a eleição (em 2016, foi vice na chapa de Vanderlan Cardoso). Dessa forma, pode ser que troque de legenda.

“Não vou citar um número, mas a nossa meta é crescer em prefeitos e vereadores nas eleições deste ano. Já temos a terceira maior bancada na Assembleia e estamos em negociação para filiar mais lideranças no Solidariedade, principalmente da nova geração na política”, diz Vergílio.

* Nota atualizada às 11h20 de 9/2. Na versão anterior, erroneamente o texto informava que o deputado Lucas Vergílio hipotecou apoio à pré-candidatura de Thiago Albernaz.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.