Segredo de uma bem-sucedida campanha para governador é ter candidatos a deputado que são “puxadores” de voto

Vanderlan Cardoso: candidato não tem “puxadores” de votos | Fotos: Fernando Leite/Jornal Opção

Vanderlan Cardoso: candidato não tem “puxadores” de votos | Fotos: Fernando Leite/Jornal Opção

Quem acompanha o processo político fica com a impressão, lendo os jornais, que só importa mesmo o candidato a governador. Especialistas em campanhas eleitorais pensam diferente. Quatro deles disseram praticamente a mesma coisa ao Jornal Opção.

Frisaram que, se o candidato a governador for ruim, não há solução. Apontaram que o PT tem um excelente candidato, Antônio Gomide, mas falta-lhe uma rede sólida de candidatos a deputado federal e estadual. Ressaltaram que o caso de Vanderlan Cardoso (PSB) é ainda mais grave, pois, ao menos até agora, não apresentou nenhum candidato consistente a deputado federal. Mesmo a deputado estadual, não tem um puxador de votos.

Os especialistas dizem que o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), sempre faz a coisa certa, articulando para montar grandes chapas de candidatos a deputado estadual e federal. Porque são eles que “puxam” a campanha. É sempre complicada uma campanha sem “puxadores” de voto.

Os craques na arte de fazer campanha, de articular e conectar apoios, disseram ao Jornal Opção que um dos pré-candidatos a governador pelo PMDB, Júnior Friboi, está bem orientado. Porque começou sua pré-campanha trabalhando para montar a chapa para deputado estadual e federal. Os especialistas sugerem que quem está orientando o empresário entende do riscado. Quem não tiver uma boa chapa de candidatos a deputado, afirmam os arquitetos das campanhas, terá dificuldade na campanha. Quem vai recebê-los no interior e reunir as pessoas para ouvi-los?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.