O que gerou o descontrole demonstrado pelo médico Paulo do Vale, na semana passada, não foi apenas o inquérito da Polícia Federal, mas o fato de o processo seguir em segredo de Justiça. O fato gerou receio entre seus apoiadores de que poderia estar em curso uma operação da PF na sua clínica, o que aumentaria ainda mais o estrago que as denúncias e suas duas condenações estão fazendo com sua pré-candidatura a prefeito de Rio Verde.
Não é segredo para ninguém que o PMDB já pensa em um plano B para Rio Verde, caso a candidatura de Paulo do Vale continue em queda livre. Uma eventual operação da Polícia Federal enterraria de vez suas pretensões.