Secretário da Fazenda de Goiás passa por Ronaldo Caiado e Paulo Guedes

A recuperação financeira de Goiás passa por Brasília, por isso o futuro ministro da Fazenda tem peso na indicação do secretário

Dos aliados do governador eleito de Goiás, Ronaldo Caiado, nenhum entende tanto dos assuntos da Secretaria da Fazenda quanto Lívio Luciano. Auditor fiscal e deputado estadual, ele conhece os assuntos do Fisco e o funcionamento da economia de Goiás como se estivesse fazendo comentários sobre futebol (é torcedor do Atlético, falando nisso).

Se a escolha recair num goiano, a tendência é que o nome seja o de Lívio Luciano. Entretanto, nas raras conversas com aliados, Ronaldo Caiado estaria sugerindo que precisa de um secretário da Fazenda com trânsito nacional. Noutras palavras, o chefe da Sefaz pode ser escolhido em acordo com o próximo ministro da Fazenda, Paulo Guedes. Porque a solução financeira do governo de Goiás — um regime de recuperação especial — passa por Brasília.

Chegou-se a falar no economista Mauro Ricardo, que integrou a equipe de José Richa. Mas, exatamente por ter trabalhado com o tucano do Paraná, seu nome teria saído das articulações. É visto como competente e altamente técnico. O prefeito de Salvador, ACM Neto, teria recomendado o executivo a Ronaldo Caiado.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.