Secretariado de Maguito contempla projeto de continuidade e acomodações políticas

Lista de auxiliares é composta por nomes que já ocupavam cargos na Prefeitura, indicados por partidos aliados e membros da comissão de transição

A nomeação dos secretários de Maguito Vilela (MDB) confirmou em parte o que já vinha sendo tratado nos bastidores do Paço. Muitos dos auxiliares que estiveram na gestão de Iris Rezende continuarão ocupando cargos na administração, como estratégia de garantir continuidade da gestão irista e ainda manter espaços ao MDB.

Maguito está internado há mais de dois meses tratando complicações da Covid-19. Ainda não há previsão de quando ele terá condições para assumir o comando da Prefeitura de Goiânia. Enquanto isso, seu vice, Rogério Cruz (Republicanos) administrará a capital. Neste cenário, há importância política de manter nomes que já estavam na gestão. É uma forma de buscar executar a promessa de campanha de dar continuidade a administração de Iris, além de assegurar assegurar espaços comandados por nomes que pertencem os quadros do MDB.

“Todos os nomes escolhidos conhecem bem o funcionamento da administração pública e estão preparados para colocar em prática o nosso Plano de Governo, que servirá como uma bússola para nossa administração”, confirmou Rogério Cruz, durante evento em que divulgou a lista do secretariado.

Entre os nomeados que ocuparam postos na gestão de Iris Rezende está, Alessandro Melo da Silva, que reassumiu a Secretaria Municipal de Finanças. Filemon Pereira Miguel também se mantém na gestão, e ficando com a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas. O mesmo ocorre com Kleber Adorno, que se mantém na Secretaria Municipal de Cultura.

Zilma Peixoto também esteve no secretariado irista e seguirá na Prefeitura, desta vez a frente da Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma). A pasta da educação segue sob o comando de Marcelo Ferreira da Costa e a Secretaria Municipal de Administração permanece com Marcela Araújo Teixeira. A gestão de Maguito também optou por manter Wellington Paranhos Ribeiro, a frente Guarda Civil Metropolitana.

Foram contemplados com cargos de secretários, nomes que estavam na comissão de transição. Agenor Mariano, que foi coordenador-geral da campanha, é o secretário de Planejamento Urbano e Habitação, Euler Morais é o titular da Secretaria de Relações Institucionais e o ex-vereador Andrey Azeredo assumiu a Secretaria de Governo.

O secretariado de Maguito conseguiu conciliar a manutenção de nomes da gestão de Iris com a necessidade de acomodações políticas, para contemplar partidos aliados. É o caso do presidente regional do PTC, Fernando Olinto Meirelles, que foi contemplado com o Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Goiânia (GoiâniaPrev). A presidência da Agência Municipal de Turismo, Eventos e Lazer (Agetul) ficará com o presidente do PL, Valdery José da Silva Júnior. A Secretaria Municipal de Esportes, que ficará sob o comando do ex-vereador Álvaro da Universo (Patriota). Outro exemplo é a ex-vereadora Tatiana Lemos (PCdoB), que comanda a secretária Municipal de Política para as Mulheres. Na lista de acomodações políticas também está o ex-prefeito de Itumbiara, Zé Antônio (Republicanos).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.