Saída de Alckmin do PSDB pode abrir mais espaço para Marconi Perillo

O governador de Goiás pode ser candidato a presidente. Aécio Neves e Ciro Gomes podem disputá-lo para vice

marconi perillo e-aecio-neves-620x450

O Jornal Opção anunciou, há alguns meses, que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, poderia ser candidato a presidente da República pelo PSB.

Agora, o mais importante jornal de economia do país, o “Valor Econômico”, confirma que Geraldo Alckmin, se barrado pelo PSDB, pode disputar a Presidência pelo PSB em 2018.

Embora sem citar Geraldo Alckmin, o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, confirma que líderes do partido planejam lançar um candidato a presidente da República.

A saída de Geraldo Alckmin abre espaço para um projeto nacional do governador de Goiás, o tucano Marconi Perillo. O tucano-chefe pode disputar a Presidência da República ou pode ser vice. É cotado para ser vice de Aécio Neves, mas Ciro Gomes revelou ao jornal “O Globo” que o quer na vice.

Uma resposta para “Saída de Alckmin do PSDB pode abrir mais espaço para Marconi Perillo”

  1. Geraldo Alckmin é fundador do PSDB. Nunca demonstrou nenhum
    descontentamento com sua situação no tucanato. Portanto, não vejo a menor
    possibilidade de ele sair do partido. Cabe lembrar que em 2009 cogitaram a
    saída de Aécio. Não saiu. Em 2013, que Serra sairia. Também não saiu. Quem
    apostar nisso, vai perder. Já o PSB, se quiser ganhar as eleições em 2018, pode
    apoiar Alckmin, mas no PSDB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.