Roberto Kalil Filho, médico do Sírio-Libanês e do Incor, está com coronavírus

O cardiologista está internado e passa bem. Raul Cutait permanece na UTI e David Uip está isolado

O médico Roberto Kalil Filho está internado no Hospital Sírio-Libanês, desde segunda-feira, 30, com coronavírus. Ele é diretor-geral do Centro de Cardiologia do Sírio-Libanês — seu braço direito é a médica Ludmilla Hajjar, nascida em Anápolis (GO) — e do Incor.

No final de semana, Roberto Kalil estava tossindo e acordou, na segunda-feira, com febre. E tossindo ainda mais. O médico está internado e, segundo o hospital, passa bem.

Roberto Kalil está internado desde segunda-feira | Foto: Reprodução

Três médicos renomados estão com a Covid-19: David Uip, infectologista — coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus de São Paulo —, Raul Cutait, de 70 anos, e, agora, Roberto Kalil (o cardiologista preferido dos políticos, como Lula da Silva, Michel Temer e Dilma Rousseff). Uip frisa que não é fácil ficar isolado — “sabendo que o mundo está caindo na sua frente”. O cirurgião gástrico Raul Cutait, depois de ter sido entubado e internado na UTI do Sírio-Libanês, apresenta quadro estável (o estado anterior era grave). Ele trabalha no Sírio-Libanês, é professor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e é membro da Academia Nacional de Medicina.

O Sírio-Libanês informa que 104 de seus funcionários estão com coronavírus. “Não há evidências de que eles foram infectados no hospital, uma vez que já há transmissão comunitária da doença no País”, informa o hospital. O Sírio-Libanês frisa que caiu o número de contaminação entre os funcionários — “o que pode ser reflexo da quarentena”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.