Rio Verde pode ter quatro candidatos fortes para prefeito em 2016

Paulo do Vale, Heuler Cruvinel, Karlos Cabral e Lissauer Vieira: disputa quádrupla? | Fotos: Facebook / Carlos Costa / Alego

Paulo do Vale, Heuler Cruvinel, Karlos Cabral e Lissauer Vieira: disputa quádrupla? | Fotos: Facebook / Carlos Costa / Alego

No lugar da esperada polarização entre o deputado federal Heuler Cruvinel, do PSD, e o médico Paulo do Vale, do PMDB, é provável que a disputa pela Prefeitura de Rio Verde, em 2016, apresente quatro nomes consistentes. Além de Cruvinel e Vale, é possível que saiam candidatos Lissauer Vieira (PSD, mas pode ir para o PP), bancado pelo prefeito Juraci Martins, e Karlos Cabral, do PT.

Pode ser que um dos candidatos tenha menos estrutura — Cabral —, mas não se pode dizer que qualquer um deles é frágil em termos de ideias e articulação política.

Vale e Heuler eram apontados como “favoritos”, porque são capazes de organizar estruturas gigantes. Mas o possível lançamento de Lissauer pode mudar a correlação de forças. Primeiro, porque o apoio de Juraci Martins pode desequilibrar o jogo. Segundo, o peemedebista, que, se apresentaria sozinho como o “novo”, terá de compartilhar tal postulação com Lissauer. Terceiro, o próprio Lissauer tem condições de construir uma candidatura sólida, pois articula com habilidade.

Se as candidaturas de Cruvinel e Lissauer foram efetivadas — o secretário das Cidades e Meio Ambiente, Vilmar Rocha (PSD), aposta num acordo entre eles, em nome do bom senso, da razão — dividem o eleitorado da situação, mas as candidaturas de Vale e Cabral também dividem os votos das oposições. O quadro fica, portanto, zerado.
O que concluir? Que na política de Rio Verde ninguém está morto. Todos estão vivíssimos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.