Assinada por Robson Bonin, a coluna “Radar” é tida como a mais lida da revista “Veja”.

Na edição impressa que circula entre sábado e domingo, mas já está na internet, a revista publica uma nota sobre o ex-deputado federal Major Vitor Hugo, do PL.

Afirma a “Veja”: “Ex-líder do governo Bolsonaro na Câmara, o major reassumiu recentemente seu cargo de consultor legislativo na Casa. Que tombo”.

A publicação da Editora Abril não informa, porém, o salário de Vitor Hugo. Seria mais de 30 mil reais. Portanto, apesar do tombo político, não se pode falar em tombo financeiro.

Acrescente-se que o senador Wilder Morais é o novo comandante-em-chefe do PL em Goiás. Atropelou Major Vitor Hugo, que, sem mandato e sem Jair Bolsonaro, perdeu força, quer dizer, relevância.