Raquel Teixeira deve ser presidente do PSDB metropolitano e disputar Prefeitura de Goiânia

Pesquisas indicam que tem o perfil exigido pelo eleitor goianiense: moderna, decente e experiente

Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

A professora Raquel Teixeira é pequena na estatura e gigante na articulação política. Num primeiro momento, colocou-se na disputa para a presidência do PSDB estadual, para substituir o ex-deputado federal Giuseppe Vecci, atualmente chamado pelos tucanos de “Missing” (não atende prefeitos, líderes, deputados e está sempre irritado e agressivo com repórteres questionadores. Está parecido com o presidente Jair Bolsonaro). Mas a doutora em Linguística mudou de rota.

Raquel Teixeira deve assumir o comando do PSDB metropolitano, no final de março deste ano, e deve começar a preparar a montagem da chapa de candidatos a vereador. Por sua história limpa, sem máculas, a ex-deputada federal e ex-secretária da Educação deve ser candidata a prefeita de Goiânia, em 2020, com o apoio maciço da cúpula e da militância. Pesquisas indicam que tem o perfil sugerido pelos eleitores de Goiânia: moderna, decente e experiente (ao contrário do prefeito Iris Rezende, a tucana sabe o que são Twitter, Instagram, WhatsApp e Facebook). 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Lacordaire Constantino Ribeiro

Raquel Teixeira, reúne todos os predicados de uma cidadã do tempo. Contemporânea, ativa em todas as direções e sempre preparada para desafios. Goiânia, feminina em sentido lato da palavra, mais do que nunca merece uma mulher prefeita!

Samuel Martins da Silva

Raquel sem dúvida a melhor opção. Já deveria estar governando o Estado. Tem o meu voto e de muitos outros!

Caio Maior

Raquel é Marconho. Isso diz tudo.