Com o aval do deputado federal Glaustin da Fokus, o empresário Rafael do Charque — um dos maiores empregadores privados da região Norte — assumiu a presidência da Comissão Provisória do Podemos em Porangatu.

 Comenta-se que há três projetos no horizonte de Rafael do Charque.

1

Primeiro, se depender de Glaustin da Fokus, o jovem empresário será candidato a prefeito. E o fato é que o jovem está empolgado com sua participação na política. Então, não será nenhuma surpresa se, bem avaliado nas pesquisas, sobretudo as de 2024, disputar a eleição pelo comando da prefeitura.

2

Segundo, é cotado também para disputar mandato de vereador. Há quem postule que figuraria entre os mais votados. Entretanto, sua vocação é mais executiva do que legislativa.

3

Terceiro, há quem postule, na base governista estadual, que ele pode ser vice da prefeita Vanuza Valadares (União Brasil). Segundo se comenta na cidade, é tudo que a gestora municipal quer, porque, sem Rafael do Charque (e sem Márcio Luís, aliado do empresário), as oposições não têm uma alternativa eleitoralmente consistente, até por falta de estrutura partidária e financeira.

Vanuza Valadares, prefeita de Porangatu: favorita, mas processo judicial é um risco | Foto: Divulgação

Há quem comente que a Prefeitura de Porangatu está precisando de um administrador moderno, ou seja, de alguém com o perfil de Rafael do Charque.

Nas conversas com aliados, Rafael do Charque tem afirmado que não vai decidir nada sem consultar seu grupo político. O mais provável é que conversas definitivas sobre alianças — por exemplo, com Vanuza Valadares — fiquem para 2024. A prefeita enfrenta problemas com a Polícia Federal e a Justiça Federal. Se sair ilesa, será forte candidata à reeleição, quase imbatível. Porém, dependendo do resultado do processo — e há problemas também com o Ministério Público estadual —, a gestora municipal terá dificuldade na reeleição. Por isso, o jogo das candidaturas — e das coalizões — não será decidido agora, em 2023. (E.F.B.)