Quem conhece Divino Lemes não vota em Divino Lemes. A questão é que pouco se lembram de suas gestões

Os que conhecem a história de Senador Canedo sabem que vitória de Divino Lemes seria retrocesso em termos de gestão moderna

Divino Lemes tem contra sua candidatura uma condenação de segundo grau da 1ª Câmara Cível do TJ-GO | Foto: Facebook

Divino Lemes: uma condenação de segundo grau da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Goiás | Foto: Facebook

O prefeito de Senador Canedo, Misael Oliveira, do PDT, afirma que a campanha política está apenas começando. “Tenho convicção de que serei reeleito, pois, na campanha, finalmente tenho condições de mostrar o que fiz para melhorar a qualidade de vida da população.” O que se diz, em todos os lugares do município, é que Misael Oliveira não falhou como administrador, pois tem várias obras para exibir à população. O que faltou foi divulgá-las de maneira mais acentuada.

Aos poucos, quando os novos eleitores ficarem sabendo como foram as gestões de Divino Lemes (PSD) — são consideradas “desastrosas” por aqueles que têm memória —, o grupo de Misael Oliveira avalia que sua campanha acabará “desidratada”.

Os que conhecem a história de Senador Canedo, de sua evolução, sabem que uma possível vitória de Divino Lemes será um retrocesso em termos de gestão moderna. Divino Lemes, dizem todos aqueles que o conhecem, é uma volta ao passado, ao que há de pior no passado. Mas, como muitos eleitores já se esqueceram de suas gestões, poucas criativas e nada modernas, o postulante do PSD aparece em primeiro lugar nas pesquisas.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.