Quatro grupos devem disputar a Prefeitura de Trindade em outubro

Dr. Antônio, George Morais, Roni Ferreira e Marden Júnior (ou Alexandre César) são os nomes mais cotados para a disputa deste ano

O Jornal Opção conversou com oito políticos de Trindade com o objetivo de traçar um quadro mais próximo da realidade da disputa pré-eleitoral para prefeito.

No momento, quatro grupos articulam, de maneira mais acentuada, para bancar candidatos a prefeito.

Primeiro grupo

Marden Júnior é uma aposta governista | Foto: Reprodução

O primeiro grupo é o do prefeito Jânio Darrot, do PSDB, que é a “cola” que agrega as vários correntes que querem sucedê-lo. Todos admitem que ser prefeito depois de Jânio Darrot será muito melhor — sem comparação — do que ser prefeito depois de George Morais, do PDT, e de Ricardo Fortunato, do MDB. A casa está ajustada e a cidade organizada. Por isso a base governista tem tantos pré-candidatos — e, frise-se, de alta qualidade.

Alexandre César: aposta governista | Foto: Facebook

Os cinco nomes mais citados são: Alexandre César (PP, mas de saída), Marden Júnior (PP, mas de saída), Dyego Hygor de Oliveira Marques, do PSD, Jeann Carlos Borges de Souza, e Gleysson Cabriny de Almeida Costa, do PSDB. Um deles vai ser o candidato a prefeito com o apoio de Jânio Darrot.

Os políticos ouvidos acreditam que a chapa terá Marden Júnior e Alexandre César. Um deles será candidato a prefeito e o outro a vice. Mas ainda não se definiu quem será o cabeça de chapa. Mas é fato que os dois largaram na frente.

Segundo grupo

Flávia Morais, deputada federal do PDT, e George Morais, pré-candidato do PDT | Foto: Divulgação

O grupo da deputada federal Flávia Morais (PDT) e do ex-prefeito George Morais (PDT) vão bancar um candidato. Se não houver empecilho judicial, o candidato será o médico George Morais, que conta com a influência da parlamentar — uma política articulada.

Ricardo Fortunato: ex-prefeito | Foto: Divulgação

Comenta-se que seu vice pode ser o ex-prefeito Ricardo Fortunato, do MDB. Os dois abriram conversações. Entretanto, para consumo público, o emedebista afirma que será candidato a prefeito. Mas aliados sugerem que lhe falta estrutura financeira e mesmo eleitoral no município — tanto que nunca mais ganhou eleição — e, por isso, deve buscar uma composição com George Morais.

Se George Morais e Ricardo Fortunato forem impedidos pela Justiça, a alternativa pode ser uma composição entre Flávia Morais e Nélio Fortunato.

Terceiro grupo

Dr. Antônio de Moraes: pré-candidato pelo DEM | Foto: Divulgação

O deputado estadual e médico Carlos Caetano de Moraes — o Dr. Antonio —, do DEM, tem dito aos aliados que, no momento, lidera as pesquisas de intenção de voto. Ao mesmo tempo teme que o pragmatismo do governador Ronaldo Caiado (DEM) pressione por uma composição com o grupo de Flávia Morais e George Morais.

Dr. Antonio, dizem aliados, aposta que os eleitores o veem como a renovação da política de Trindade, porque não pertence nem ao grupo de Jânio Darrot, nem ao grupo de Ricardo Fortunato, nem a grupo de Flávia Morais e George Morais.

Quarto grupo

Roni Ferreira dos Santos: pré-candidato pelo Cidadania | Foto: Divulgação

O vice-governador Lincoln Tejota está trabalhando, em todo o Estado, para constituir uma base de aliados. Ele filiou-se tardiamente ao Cidadania e, por isso, está lutando para recuperar o tempo perdido. Em Trindade, tentou compor com Alexandre César, mas a conversa não foi adiante. Por isso, deve bancar o vereador Roni (Ronigles) Ferreira dos Santos para prefeito.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Alima

Faltou falar do Douglas (posto Korujão)