PSDB de Goiás pode ficar com apenas 3 prefeitos

Só Carlos Lereia, Itamar Leão e Valmir Pedro devem permanecer ao lado de Marconi Perillo para a disputa de 2022

Carlão Alberto de Andrade: distância do PSDB | Foto: Jornal Opção

O candidato a governador pelo PSDB — seja Marconi Perillo ou José Eliton — pode ter uma grande surpresa. O partido poderá começar 2022 com apenas três prefeitos — o de Uruaçu, Valmir Pedro, o de Minaçu, Carlos Alberto Leréia, e o de Sanclerlândia, Itamar Leão. Os demais tendem a migrar para o partido Democratas ou para legendas aliadas do governador Ronaldo Caiado. Itamar Leão chegou a ser sondado pelo Patriota, de Jânio Darrot, mas decidiu permanecer no tucanato. Por enquanto. Tanto Valmir Pedro quanto Itamar Leão são apontados como políticos e gestores qualificados.

Gilvander Alves: prefeito de Cromínia | Foto: Facebook

Entre os prefeitos que saíram do PSDB rumo ao Democratas estão Hermano Carvalho, de Aruanã, Carlão da Fox (está com a ficha assinada), Gilvander Alves, de Cromínia, Zé da Gueroba (José Tomé Correia Filho), de Brazabrantes, e Rogerim (Rogério Labanca Neto), de Damolândia. Trata-se tão-somente do “primeiro tempo”. Outros prefeitos do PSDB estão na fila para se filiarem. Inquiridos, os prefeitos dizem praticamente a mesma coisa: não estão buscando apenas benesses do governo para seus municípios. Sobretudo, postulam, estão “fugindo do desgaste gigantesco” do PSDB. “Não quero ser ‘enterrado’ com o PSDB de Marconi Perillo e José Eliton”, afirma um prefeito tucano que está prestes a se filiar ao Democratas.

Hermano de Carvalho à esquerda) com o governador Ronaldo Caiado | Foto: Reprodução

O prefeito de Iporá, Naçoitan Leite, eleito pelo PSDB, negocia sua filiação ao Republicanos. Entretanto, se receber um aceno do governador Ronaldo Caiado, muda de ideia e vai para o Democratas. Ao contrário do que muitos pensam — que Naçoitan Leite sempre foi marconista —, o prefeito de Iporá havia sido aliado do líder do partido Democratas tempos atrás.

Naçoitan Leite, prefeito de Iporá: distância do PSDB| Foto: Facebook

O PSDB pode se tornar o partido mais esvaziado de Goiás entre 2021 e 2022.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.