PSD não aceita vice e vai lançar candidato a prefeito em Trindade

O postulante do partido será o vereador Dyego Hygor ou Alexandre César. Vilmar Rocha diz que time que não joga não tem torcida

Dyego Marques: pré-candidato do PSD | Foto: Reprodução

O presidente estadual do PSD, Vilmar Rocha, manteve uma longa conversa com os dois pré-candidatos do partido a prefeito de Trindade — Dyego Hygor Marques e Alexandre César.

Durante a conversa, ficou decidido que aquele que estiver melhor nas pesquisas será o candidato do PSD a prefeito do município da Grande Goiânia.

Alexandre César: pré-candidato do PSD | Foto: Facebook

O PSD também definiu duas posições. Primeiro, terá candidato a prefeito. De qualquer maneira. Avalia-se que, se tem “dois bons candidatos”, é preciso bancar um deles. “Portanto, não haverá recuo. O PSD vai bancar candidato em Trindade”. Segundo, definido que terá candidato, o PSD esclarece que não lançará o vice de nenhum outro candidato. Acertou-se que as portas estão abertas para novos aliados — que podem bancar o vice de Diego Marques ou de Alexandre César.

Vilmar Rocha: objetivo é fortalecer o PSD em todo o Estado | Foto: Fábio Costa/Jornal Opção

O PSD quer ampliar sua estrutura política em todo o Estado. Vilmar Rocha gosta de citar uma frase supostamente formulada pelo ex-presidente da República Marco Maciel: “Time que não joga não tem torcida”. O ex-deputado federal frisa que, além de apreciar o jogo político, o PSD tem torcida e quer ampliá-la. O ex-parlamentar aposta que, depois de 2020, o PSD vai triplicar sua torcida em Goiás. Ele lembra que o PSD tem um deputado federal, Francisco Júnior, e um senador, Vanderlan Cardoso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.