Proposta que muda nome da Av. Castelo Branco para Iris Rezende trava pauta da Câmara e movimenta bastidores

Homenagem ao ex-prefeito de Goiânia pode acabar judicializado

O embate entre as forças favoráveis e contrárias à mudança de nome da Avenida Castelo Branco para Avenida Iris Rezende Machado promete agitar novamente a pauta da Câmara de Goiânia nesta semana.

De um lado, estão vereadores, emedebistas e movimentos anti-ditadura favoráveis à mudança na denominação. De outro, comerciantes e apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) que querem manter o nome de Castelo Branco sob o argumento de que a alteração cria despesas extras para os empresários instalados na avenida.

Na quinta-feira, 16, a disputa acabou levando à suspensão da sessão plenária depois que grupo de comerciantes foi à Câmara de Goiânia para pedir a manutenção do veto do prefeito Rogério Cruz (Republicanos) à proposta. Com a inclusão do veto na ordem do dia, a pauta de votações fica travada até que os vereadores tomem uma decisão sobre a manutenção ou rejeição da matéria.

Embate jurídico


Entre os embates que polemizam a mudança de nome da Avenida Castelo Branco para Iris Rezende Machado está a compreensão jurídica sobre a alteração.

A Procuradoria da Prefeitura justifica o veto afirmando que a alteração não pode ser feita sem consulta popular. Já a Procuradoria da Câmara de Goiânia sustenta que a exceção estabelecida pela Lei Orgânica para permitir que nomes de representantes de regimes autoritários, nazistas e fascistas atribuídos a logradouros públicos sejam substituídos derruba a consulta pública para esses casos.

“Goiânia pode se tornar modelo simbólico para o país com a derrubada do veto. A capital estaria trocando a denominação de uma das avenidas mais importantes de um ditador para um democrata. Iris está entre os políticos brasileiros que mais lutou pelo fim do regime militar e pelo restabelecimento das eleições diretas para presidente”, afirma uma fonte da Câmara de Goiânia.

Sobre a relação entre Prefeitura e a Câmara em meio ao embate, essa mesma fonte diz: “Está muito claro que o prefeito Rogério Cruz (Republicanos) procurou, com o veto, deixar a decisão para o Legislativo, que é o ambiente adequado para esse tipo de debate.”

Uma resposta para “Proposta que muda nome da Av. Castelo Branco para Iris Rezende trava pauta da Câmara e movimenta bastidores”

  1. Avatar ziro disse:

    será que os legistas vão permitir esse absurdo. Investiram décadas em publicidade, e agora falam em mudança de nome do endereço. Vão trabalhar seus ……………..

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.