Professor Alcides Ribeiro deixou o pP e filiou-se ao PL

A ressalva é que o PL tem candidato a governador, Major Vitor Hugo, e o deputado apoia o pré-candidato Gustavo Mendanha

Valdemar Costa Neto, Professor Alcides Ribeiro e Wilder Morais | Foto: Divulgação do PL

O deputado federal Professor Alcides Ribeiro deixou o pP no sábado, 1º, e filiou-se ao PL, com o apoio do presidente do partido, Valdemar Costa Neto, e do pré-candidato a senador Wilder Morais.

Há um problema: o PL apoia o deputado federal Major Vitor Hugo para governador e pode cobrar fidelidade do novo filiado, assim como da deputada Magda Mofatto.

Tanto Professor Alcides quanto Magda Mofatto apoiam, oficial ou extraoficialmente, Gustavo Mendanha para governador. Por sinal, a dupla quer, adiante, convencer Vitor Hugo a aceitar a vice de Mendanha ou uma candidatura a senador.

A tese de Professor Alcides e Mofatto é que Major Vitor Hugo não vai deslanchar, aparecendo em último lugar nas pesquisas, com intenção de voto muita baixa, e por isso poderá ser, adiante, substituído.

Carta do Professor Alcides Ribeiro

“Olá, meus amigos, boa noite.
Tomei uma decisão importante nesta sexta-feira (1). Deixei o Progressistas e me filiei ao Partido Liberal (PL).
Sou bolsonarista e este é o partido do presidente Bolsonaro, por isso, o escolhi.
Foi uma decisão amadurecida nos últimos meses e tenho certeza que é a mais acertada para o meu projeto de reeleição para a Câmara Federal.
Não tomei essa decisão sozinho e me reuni com o prefeito Vilmar Mariano, com correligionários e colaboradores na tarde de hoje para alinharmos nosso posicionamento. Conversei também com Gustavo Mendanha e reafirmei meu apoio a ele, mesmo com a mudança de partido.
Minha ficha de filiação foi assinada em Brasília e endossada pelo presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, pelo presidente estadual, Flavio Canedo, e pela deputada federal Magda Mofatto.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.