Primeiro teste do Major Vitor Hugo na liderança já tem data marcada: aprovar a reforma da previdência na Câmara

Confiança do presidente Jair Bolsonaro e identidade com a nova política vão facilitar seu trabalho, mas falta de experiência é apontada como obstáculo

O major é uma aposta alta do capitão e será testado rapidamente no pesado jogo de articulações da Câmara dos Deputados | Foto: Divulgação

Foi alta a aposta do presidente Jair Bolsonaro na indicação do Major Vitor Hugo, do PSL de Goiás, para a liderança do governo na Câmara dos Deputados. Ninguém discute que o novo parlamentar, eleito para seu primeiro mandato na política, deve contar com a extrema confiança do Planalto. A questão é: qual será a sua capacidade de articulação, dada a falta de experiência no Congresso?

Nos bastidores, avalia-se que o novato, por ter a cara da mudança que o eleitor pediu em 2018, poderá avançar com desenvoltura nas conversas com as heterogêneas bancadas da Câmara. Essa tese depende que as raposas da Câmara estejam dóceis a essa mudança pretendida nas urnas.

Outro fator que pode contribuir com a missão do major é a previsível coesão da base de Bolsonaro na Câmara, especialmente nas pautas liberais prometidas durante a campanha. O primeiro teste do Major Vitor Hugo acontecerá justamente nas primeiras semanas do mandato, quando descerá à Casa o projeto da reforma da previdência.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.