Senado Wilder Morais discursa ao lado do vice-governador e do governador Marconi Perillo — aliança no momento impossível | Foto: Fernando Leite

Deputados, três prefeitos e o presidente da Associação Goiana de Municípios (AGM), Paulinho Sérgio, tentaram convencer o senador Wilder Morais, do PP, a permanecer na base do governador Marconi Perillo e do vice-governador José Eliton, ambos do PSDB.

Wilder Morais não mudou a conversa e disse “não, não e não”. Exceto, claro, se puder disputar mandato de senador pela base aliada. Tendo perdido um amor, a base governista, o senador está entre dois novos amores, o MDB do deputado federal Daniel Vilela — que largou na frente pelo passe do político e empresário — e o DEM do senador Ronaldo Caiado.

Aliados de Daniel Vilela sugerem que a conquista de Wilder Morais, um senador, dará mais peso à sua candidatura. Se atrair junto o PP, melhor ainda. Ronaldo Caiado também de olho grande no passe do senador do PP.