Na semana passada, durante uma homenagem a Iris Rezende — que fazia aniversário em dezembro —, a empresária Ana Paula Rezende, sua filha, ficou emocionada com a reação do público.

Assim que foi anunciada sua fala, as pessoas começaram a gritar, de maneira frenética: “Prefeita! Prefeita! Prefeita”.

Ana Paula Rezende é cotada para disputar a Prefeitura de Goiânia pelo MDB, em 2024, daqui a um ano e nove meses.

Se Ana Paula disser que será candidata, é provável que, de imediato, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (União Brasil) — que era amigo de Iris Rezende —, e o vice-governador Daniel Vilela, presidente do MDB, declarem apoio à sua postulação.

Frise-se que, apesar de ovacionada, Ana Paula Rezende não assumiu nenhum compromisso de que poderá ser candidata a prefeita. Como é pouca conhecida, precisa ser mais afirmativa daqui pra frente, se realmente quiser assumir o legado político do pai, um dos homens mais importantes da história de Goiás (foi governador, prefeito, deputado, senador, ministro).