Político sazonal, Alcides Rodrigues é um dos principais conselheiros de Caiado

Comenta-se que, se o postulante do DEM for eleito governador, Cidinho será o seu secretário de Governo

Quando deixou o governo de Goiás no fim de 2010, sem fazer o sucessor, Alcides Rodrigues desapareceu do mapa. Procurado por jornalistas, não concedia entrevistas. “Está em suas fazendas”, diziam aliados e parentes. O sociólogo alemão Max Weber sugeriu que o político por vocação está sempre presente, não se ausenta dos debates e, portanto, não pode ser sazonal. Porque o interesse público está acima de seus interesses pessoais.

Nos quatro anos e nove meses de governo — “herdou” nove meses de Marconi Perillo —, Alcides Rodrigues criou, diria um historiador da estirpe de Eric Hobsbawm, uma espécie de “era da estagnação”. De Pedro Ludovico, em 1930, até José Eliton, em 2018, pode-se dizer, sem receio de errar, que Cidinho fez um dos piores governos da história de Goiás — talvez o pior. Faltaram criatividade, motivação e visão de estadista (costumava-se dizer que, entre Paris e o Pará, o gestor não hesitava: ia para o Pará, onde tem ou tinha uma fazenda). Políticos do período contam que, durante audiência com o ex-governador, não conseguiam pensar no presente ou no futuro — só em dormir. Tal a modorra.

Para piorar a imagem de Alcides Rodrigues — um homem gentil, diga-se, com ar de um dos personagens de Monteiro Lobato e olhar de Capitu, a personagem de Machado de Assis —, o ex-governador ficou com a imagem de que “traiu” o ex-governador Marconi Perillo. Na eleição de 2006, até os postes, os fios e as crianças admitiam que Maguito Vilela (ou Demóstenes Torres) seria eleito governador. O chamado “candidato-mochila”, Alcides Rodrigues, era o azarão. Mas contou com Marconi Perillo, candidato a senador, para puxá-lo e carregá-lo.

O candidato-mochila se tornou governador e aí decidiu “desmochilar”. Pôs as manguinhas de fora e rompeu com aquele que havia sido decisivo para sua vitória — sua publicidade dizia “Alcides e Marconi”, o que gerava um som mais ou menos assim: “Alcides é Marconi”. Trair em política não é raridade. Mas, no caso, a “traição” significou o ocaso para Alcides Rodrigues. Ele nunca mais disputou nenhuma eleição e Goiás o devolveu à cidade de Santa Helena — um retrato fixo na parede da insignificância política.

Agora, ressuscitado pelo candidato do DEM a governador, Ronaldo Caiado, o fazendeiro Alcides Rodrigues volta à política, e se apresenta, ou é apresentado, como um dos principais conselheiros do senador. Com um conselheiro tão ativo e articulado quanto Alcides Rodrigues, Ronaldo Caiado precisa mesmo de adversários? Fala-se, até, que, se o presidente do DEM for eleito, Alcides Rodrigues será o seu secretário de Governo.

A fotografia que ilustra este texto foi feita em Anápolis: Alcides Rodrigues e Ronaldo Caiado aparecem juntos — um com ar de extroversão e o outro com ar de introversão.

Ronaldo Caiado e seus marqueteiros por certo não sabem que a imagem do ex-governador em Anápolis não é positiva. Durante seu governo, a cidade foi solenemente ignorada pelo ex-líder do PP.

1 Comment threads
3 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Luciano Almeida

A coligação de Ronaldo Caiado presta um desserviço a Goiás “prestigiando” essa figura inexpressiva, ícone da inoperância, símbolo da incompetência: Alcides “Esquecidinho” Rodrigues. Pelo governo omisso e ineficiente, “Esquecidinho” não merece ser lembrado: o ostracismo é a melhor recompensa por tidas as açõesjy GEL que deixou de fazer.

Mariana

Infelizmente o Dr Alcides não divulgou na forma correta que o senhor Marconi deixou o estado quebrado e sem receitas, pois o mesmo fez antecipação de impostos que seriam arrecadados pelo Dr Alcides, assim ficou sem recursos, sem falar os empréstimos que só não foram feitos por esta gestão porque o Caiado impediu, o acordo que Dr Alcides fez com governo federal para não privatizar a Celg foi melada pelo Marconi, Dr Alcides fez um governo ruim,mais a verdade tem que ser dita, seu filho Prefeito de Santa Helena é muito bem avaliado, ele não responde por processos, quem sabe… Leia mais

Elias Rocha

Só encontro aqui comentários que tentam desabonar os que apoiam Caiado. Mas não vão mudar os rumos da eleição. Caiado será governador.

Mariana Rasmussen

Concordo Caiado,major araujo, wilder, Kajuru