Político do DEM diz que Caiado não fechou com Iris Rezende e articula em vários fronts

Uma fonte do Partido Democratas insiste que o deputado federal Ronaldo Caiado ainda não fechou com o pré-candidato do PMDB a governador de Goiás, Iris Rezende. O presidente do DEM no Estado seria candidato a senador. “Caiado ‘ainda’ [ele frisa a palavra “ainda”] não está fechado com nenhum grupo. Sua aliança política não descarta os grupos em jogo, exceto o PT de Antônio Gomide, por motivos óbvios. Na verdade, todas as correntes políticas, não apenas o DEM, estão articulando em várias frentes. Os deputados federais Armando Vergílio, do Solidariedade, e Flávia Morais, do PDT, estão articulando em tempo integral tanto com o governador Marconi Perillo quanto com Iris Rezende, Antônio Gomide (PT) e Vanderlan Cardoso.”

A fonte democrata diz que, em termos de chapa majoritária, o DEM não deve fechar aliança neste momento. “Nós vamos esperar mais.” E acrescenta: “Estou com Caiado, mas, se ‘levar’ o deputado, Iris não ‘leva’ a maioria dos integrantes do DEM, que, ao menos no momento, prefere apoiar a reeleição de Marconi”.

Sobre o encontro de Caiado com Iris e Michel Temer, vice-presidente da República, a fonte é categórica: “É invenção de um jornalista de um diário”. Por que o “Giro”, do “Pop”, insiste que Caiado está fora da base de Marconi Perillo? “Interesses inconfessáveis de um jornalista”, afirma a fonte.

O fato é que a composição com Iris não é impossível. Se fechar com Iris, Caiado enfrenta um problema: vai subir no palanque da presidente Dilma Rousseff? Tudo indica que vai subir no palanque de Aécio Neves, o pré-candidato tucano a presidente da República.

Outro fato verdadeiro é que há resistência ao nome de Caiado como candidato a senador na base governista. O vice-governador José Eliton (que quer continuar como vice), o deputado federal Vilmar Rocha (que planeja ser candidato a senador) e o prefeito de Goianésia, Jalles Fontoura, são totalmente contrários a uma composição com Ronaldo Caiado, exceto se o democrata optar por disputar a reeleição.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.