Polícia investiga pessoa que teria monitorado carreata para assassino de Zé Gomes em Itumbiara

Mais de cinquenta pessoas foram ouvidas pela Polícia Civil, que ainda examina alguns vídeos e depoimentos

José Gomes da Rocha, ex-deputado federal e ex-prefeito, e o policial militar Vanilson Pereira foram assassinados, em Itumbiara, pelo funcionário público Gilberto Ferreira do Amaral, na semana passada

José Gomes da Rocha, ex-deputado federal e ex-prefeito, e o policial militar Vanilson Pereira foram assassinados, em Itumbiara, pelo funcionário público Gilberto Ferreira do Amaral

A Polícia Civil já ouviu mais cinquenta pessoas em Itumbiara em busca de informações que possam esclarecer em definitivo as motivações do assassinato do ex-prefeito José Gomes da Rocha e do cabo Vanilson Pereira, da Polícia Militar. O assassino Gilberto Ferreira do Amaral, o Béba, teria agido por conta própria ou teria sido pago ou ao menos incentivado a cometer o crime? É o eixo principal da investigação, que deverá determinar a causa dos crimes.

No meio policial, em Itumbiara, o que se comenta é que uma pessoa monitorava a passeata do candidato José Gomes e passava informações para Béba.

Nesta semana, a polícia examinava vários vídeos, um deles referente a uma residência nas proximidades dos Correios.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.