Aliado ao prefeito de Aparecida, Felipe Cortês trabalha para expurgar José Nelto. Mas cassação de Professor Alcides é uma pedra no caminho

José Nelto: grupo articula sua saída do Podemos / Foto: Facebook

Há uma crise profunda no Podemos em Goiás. O partido está dividido. Secretário do prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, Felipe Cortês articula, em tempo integral, para expurgar o deputado federal José Nelto, por sinal presidente estadual da legenda.

Felipe Cortês e Mendanha trabalharam para levar o deputado federal Professor Alcides Ribeiro (ainda filiado ao partido Progressistas) — milionário do ramo de Educação — para o Podemos, com o objetivo de expulsar José Nelto. Porque seria a troca de um deputado por outro deputado. O grupo de Mendanha, ao qual pertence Felipe Cortês, considera que José Nelto é um político “problemático” e que só “joga para si”. Eles teriam convencido a presidente nacional do partido, deputada federal Renata Abreu, de que José Nelto estaria articulando a sua filiação noutra legenda.

Felipe Cortês: jogo duro contra José Nelto | Foto: Reprodução

Surgiu, porém, uma pedra no meio caminho: a Justiça Eleitoral cassou o mandato do Professor Alcides. Ele permanece como deputado, sob recurso. Mas a tendência é que seja mesmo cassado. Sem mandato, não interessa ao Podemos nem a Renata Abreu. O que fortalece José Nelto.

“O problema é o seguinte: Felipe Cortês não conseguiu cargo no governo de Ronaldo Caiado e, por isso, agora se opõe ferrenhamente ao governador. Como José Nelto vai apoiar a reeleição de Caiado, na disputa de 2022, Felipe Cortês quer expurgá-lo. Mas o tiro pode acabar saindo pela culatra. Pois, vale dizer, Felipe Cortês não tem mandato nem de vereador, pois obteve uma votação pífia na eleição de 2020. Ele está terçando forças com um deputado federal e contra um governador. Vamos ver quem ganha o embate”, afirma um aliado de José Nelto.

Professor Alcides Ribeiro e Gustavo Mendanha: articulando para tomar o comando do Podemos em Goiás | Foto: Reprodução

Na eleição de 2020, José Nelto diz que ter contribuído para eleger os 14 prefeitos do Podemos. “De fato, todos os prefeitos eleitos pelo Podemos são ligados a José Nelto. Felipe Cortês não contribuiu para a vitória de nenhum prefeito do partido. O prefeito de Catalão, Adib Elias, pode deixar o partido por causa das ações de Felipe Cortês, que não agrega”, postula o aliado de José Nelto.