Há uma crença generalizada, em setores do petismo, que o prefeito Paulo Garcia vai trabalhar, em tempo integral, para formatar a seguinte chapa para a Prefeitura de Goiânia em 2016: Iris Rezende (PMDB) para prefeito e Adriana Accorsi (PT) para vice-prefeita.

Os críticos do peemedebismo no petismo avaliam que uma chapa Iris Rezende-Adriana Accorsi seria alta traição contra o PT. Uma verdadeira “operação cavalo de Troia”.

Petistas mais articulados acreditam que o PT deve se afastar logo de Iris Rezende, que chamam de “caixão e vela preta”.