Marqueteiros sugerem ao candidato a senador Vilmar Rocha que seja mais sintético e objetivo nas suas falas. Afirmam também que o presidente do PSD deve ser menos professoral e mais informal.

Pesquisadores e marqueteiros que os leitores não aprovam candidatos a cargos executivos que ficam xingando os adversários. Porém, embora a eleição para o Senado seja majoritária, os eleitores apreciam candidatos a senador que sejam mais bem posicionados. Mais: frisam que aquele que não está bem nas pesquisas de intenção de voto não pode ficar paralisado e atuando no campo apenas propositivo, isto é, precisa aceitar e até provocar o confronto político.

A dica dos pesquisadores e marqueteiros é que Vilmar precisa responder às críticas de Caiado ao governo, chamando a “batalha” para si, não deixando-a para o governador Marconi Perillo.

Um marqueteiro afirma que o candidato a senador do PSB, Aguimar Jesuíno, age corretamente ao buscar o confronto com Ronaldo Caiado (DEM), o líder nas pesquisas para o Senado. Assim como Caiado age com acerto ao fugir do debate com Aguimar. Ele não cai na armadilha ardilosamente preparada pelo socialista.

Os estudiosos avaliam que Marina Sant’Anna, do PT, também se equivoca quando passa ao largo do debate, porque o eleitorado fica com a impressão de que não tem coragem e preparo intelectual.