George Morais afirma que conversa com Carlos Lupi será decisiva para definir coligação em Goiás

Flávia Morais, deputada federal do PDT, e George Morais, presidente do PDT em Goiás

O presidente do PDT em Goiás, o médico e ex-prefeito de Trindade George Morais, disse ao Jornal Opção na terça-feira, 24, que o partido ainda não definiu a coligação da qual vai participar na eleição deste ano. “Eu e a deputada federal Flávia Morais vamos ter uma audiência com o presidente nacional do partido, Carlos Lupi, na quarta-feira, 25. Depois desta conversa, é possível que possamos ter uma definição em Goiás. Os nossos companheiros estão cobrando uma posição. Como nós temos candidato a presidente da República, Ciro Gomes, o dirigente Carlos Lupi está tentando fechar coligações regionais que beneficiem a candidatura nacional.”

A convenção do PDT será realizada no sábado, 28.  O partido esteve próximo do pré-candidato a governador pelo DEM, Ronaldo Caiado? Na verdade, a proximidade maior é com o governador de Goiás, José Eliton, candidato à reeleição pelo PDT. Havia, porém, a possibilidade de compor com Ronaldo Caiado. Mas, como o DEM decidiu apoiar Geraldo Alckmin para presidente da República, houve um afastamento. A ligação, frise-se, era mais do PDT nacional do que do PDT local, que, até o momento, pertence à base política do governador José Eliton.

Comenta-se que, em alguns Estados, o PDT ficará livre para compor com o que candidato a governador que contribua para aumentar sua base local. Em Goiás, a tendência — repita-se, a tendência — é que o PDT (leia-se Flávia e George Morais) banque a candidatura de José Eliton.