Pauta da Câmara de Goiânia aguarda desfecho das mudanças no secretariado

A permanência de Agenor Mariano (MDB) na Secretaria de Planejamento e Habitação ainda ainda não é uma certeza e pode influenciar nos apoios a Rogério Cruz

A Lei Complementar do Plano Diretor e a atualização do Código Tributário, considerados projetos estratégicos pela área econômica e de planejamento do Paço Municipal, só devem ser encaminhadas para apreciação da Câmara de Goiânia após o desfecho das mudanças no primeiro e segundo escalões do Executivo.

A permanência de Agenor Mariano (MDB) na Secretaria de Planejamento e Habitação ainda ainda não é uma certeza, vai depender da decisão do MDB sobre a permanência ou não no governo do prefeito Rogério Cruz (Republicanos). Alguns nomes para a pasta foram ventilados, do mercado imobiliário e político, e, neste caso, o futuro do Plano Diretor depende do comando da secretaria.

Há duas semanas, a confirmação da permanência de Agenor na pasta foi recebida com alívio no Legislativo e em boa parte do mundo acadêmico (de onde provêm os formuladores do plano). A percepção é de que a pasta precisa de um titular acima de interesses setoriais e de mercado, capaz de coordenar a aprovação de uma proposta que concilie as diferentes demandas da capital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.