Paulinho da Força e Aécio Neves dizem que João Doria não será candidato a presidente

A prioridade do PSDB é a montagem de uma frente da terceira via com Simone Tebet e Eduardo Leite. Além de bancar Rodrigo Garcia em São Paulo

As pesquisas de intenção de voto indicam que João Doria, pré-candidato do PSDB a presidente da República, não vai nada bem. Por isso, não há empolgação alguma com seu nome. Hoje, é candidato de si mesmo, e não do PSDB. Segundo a colunista Mônica Bergamo, da “Folha de S. Paulo”, o deputado federal Aécio Neves, tucano de Minas Gerais, relatou ao presidente do partido Solidariedade, o deputado federal Paulinho da Força, que o ex-governador de São Paulo não será candidato a presidente.

Aécio Neves, Paulinho da Força e Eduardo Leite: três mosqueteiros contra João Doria | Foto: Reprodução

Aécio Neves, Paulinho da Força e Eduardo Leite estiveram juntos na segunda-feira, 18. “É verdade. Eles me falaram que já avisaram o Doria que ele não será candidato a presidente da República”, enfatizou o líder do SD. O parlamentar mineiro teria afirmado que a renúncia de Doria pode ajudar a salvar a candidatura do governador Rodrigo Garcia em São Paulo. No momento, Garcia, do PSDB, está mal nas pesquisas, bem atrás de Fernando Haddad, do PT, de Márcio França, do PSB, e de Tarcísio de Freitas, do Republicanos.

A coluna de Mônica Bergamo afirma: “De acordo com o Datafolha, dois em cada três (66%) paulistas com 16 ou mais não votariam de jeito nenhum em um candidato ao governo estadual apoiado por João Doria, e apenas 8% optariam com certeza por esse nome. Há ainda 23% que talvez escolhessem um candidato que tivesse o apoio do tucano, e 3% que não opinaram ou responderam de outra forma”.

João Doria e Aécio Neves: adversários figadais no PSDB | Foto: Reprodução

A “Folha de S. Paulo” não conseguiu ouvir Doria a respeito da fala de Paulinho da Força.

O fato é que o PSDB praticamente rifou a candidatura de Doria. O partido se uniu ao União Brasil, ao MDB e ao Cidadania para lançar um candidato da terceira, que, tudo indica, não é o ex-governador. O jogo hoje passa pela senadora Simone Tebet, do MDB, e pelo ex-governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite. O presidente do PSDB, Bruno Araújo, e Doria estão de relações cortadas.

Noutras palavras, Doria está só — solamente só.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.