Os 11 principais postulantes ao Senado por Goiás na disputa de 2018. “Só” há uma vaga

Lúcia Vânia, Wilder Morais, Fernando Krebs, Antônio Gomide e Maguito Vilela: nomes citados por pesquisadores como possíveis candidatos a senador em 2018 | Fotos: Fernando Leite/Jornal Opção e Divulgação

Lúcia Vânia, Wilder Morais, Fernando Krebs, Antônio Gomide e Maguito Vilela: nomes citados por pesquisadores como possíveis candidatos a senador em 2018 | Fotos: Fernando Leite/Jornal Opção e Divulgação

Dois pesquisadores disseram ao Jornal Opção, na semana passada, que enganam-se aqueles que avaliam que, em 2018, Goiás terá duas vagas em disputa para o Senado. Ante o jornalista estupefato, ambos esclareceram: “Uma vaga será do governador Marconi Perillo (PSDB), não há a menor dúvida. Portanto, só uma vaga estará em disputa”. Parece lógico. Acre­dita-se, inclusive, que haverá uma fila enorme de políticos e empresários se posicionando para a suplência do tucano-chefe. O motivo é que apostam que o PSDB deve fazer o próximo presidente da República e, assim, Marconi Perillo será convocado para um ministério — possivelmente o de Cidades.

Os pesquisadores listaram os políticos que possivelmente vão disputar a vaga que está “sobrando” (alguns, claro, vão sair do páreo, outros devem ser suplentes e a maioria nem vai disputar) e o Jornal Opção fez pequenos comentários sobre as possibilidades de cada. Claro que, como a eleição será disputada daqui a três anos, novos nomes poderão surgir.

O listão dos nomes mais citados:
Antônio Gomide — PT. O jovem ex-prefeito de Anápolis pode disputar mandato para o Senado. É um nome consistente.

Demóstenes Torres — PMN ou PSL. Talvez seja mais fácil ser eleito deputado federal. Mas, se for considerado injustiçado, pode se eleger.

Fernando Krebs — PMDB. É o candidato que está sendo preparado pelo deputado José Nelto. Pode surpreender.

Jovair Arantes — PTB. Quer ser senador, mas pode lhe faltar base política. Seu partido tende a ser esvaziado.

Júnior Friboi — Pros. Prefere disputar o governo, mas pode ir para senador. Tem dinheiro, o que, em política, significa estrutura.

Lúcia Vânia — PSB. A senadora, com anos de serviços prestados a Goiás, é uma das candidatas mais fortes.

Magda Mofatto — PR. A deputada federal planeja disputar vaga no Senado e está articulando uma estrutura política ampla.

Maguito Vilela — PMDB. É uma espécie de Marconi Perillo do peemedebismo. Um nome cristalizado e bem posicionado.

Roberto Balestra — PP. O sonho do deputado federal é ser senador. Mas falta-lhe base política.

Vilmar Rocha — PSD. O ex-deputado federal quase surpreendeu Ronaldo Caiado na disputa de 2014. É um político respeitado e tem perfil de senador.

Wilder Morais — PP. O senador está trocando de partido para disputar a reeleição. Como Friboi, tem estrutura financeira. Há quem acredite que possa ser suplente de Marconi Perillo.

9 respostas para “Os 11 principais postulantes ao Senado por Goiás na disputa de 2018. “Só” há uma vaga”

  1. Avatar Di Almeida disse:

    Marconi Perillo e Lucia Vânia serão eleitos.

  2. Avatar Lucas disse:

    Cadê a Flávia Morais PDT na lista?

  3. Avatar Denis Robson disse:

    Tirando o primeiro nome da lista,os outros nomes são bons,Deus nos livre deste PT!!!

  4. Avatar Rodrigo Brito disse:

    Cadê o kajuru? Que piada isso aqui viu. Manipulação e faltá de respeito com a população!

  5. Avatar Sergio disse:

    Infelismente nao tenho opcaoe e a mesma corja de sempre.Pobre Goias.

  6. Avatar Paulo Lima disse:

    Tem pessoas limpas nessa relação? Por favor, ajudem-me! Não voto em corrupto. Quero, com o meu voto, ajudar a limpar o Brasil dessa política suja que existe hoje. Até ex presidente na cadeia, por corrupção. O Brasil não merece isso!

  7. Avatar Antonio disse:

    O unico que pode ser um bom senador é Antonio Gomide, os outros não gostam de trabalhadores .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.