Orion Andrade e Elie Chidiac vão para o comando da Celg. Humberto Eustáquio é cogitado

Assim que a Celg transferir em definitivo as ações para a Eletrobrás — o que não foi feito porque o presidente Leonardo Lins está em férias —, vão ser definidos os dirigentes de dos dois lados.

A Celg terá sete diretorias — quatro da Eletrobrás e três do governo de Goiás. O governo goiano vai indicar o vice-presidente da Celg, o diretor técnico e o diretor comercial.

O arquiteto Orion Andrade (foto acima) vai para uma das diretorias, possivelmente a Comercial. Elie Chidiac , hoje presidente interino, dadas as férias do titular, deve ficar numa diretoria, ou então como vice-presidente. Humberto Eustáquio tende a continuar como diretor técnico, mas, ao contrário dos dois, seu nome não está 100% definido.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.