Pirenópolis é uma cidade turística e há quem brinque que está se tornando um dos maiores “bairros” de Brasília. Porque moradores da capital nacional “adotaram” a cidade. Curiosamente, o prefeito Nivaldo Melo, do pP, também “mora” em Brasília. De acordo com um vereador, “Nivaldo é turista em Pirenópolis. Se uma pessoa quiser se esconder do gestor municipal basta permanecer na cidade”.

João do Léo, ex-prefeito de Pirenópolis | Foto: Reprodução

Mesmo com desgaste, Nivaldo Melo tem dito aos aliados que vai disputar a reeleição, daqui a um ano e 10 meses e alguns dias. Por incrível que pareça, é apontado por vários eleitores como “favorito”. “Por falta de opções”, afirma um deles.

Há uma pedra no caminho de Nivaldo Melo: o prefeito estaria inelegível e pode cair a qualquer momento.

André Pio: possível aposta do PSDB | Foto: Euler de França Belém/Jornal Opção

O ex-prefeito João do Léo (de saída do União Brasil) está procurando políticos locais para criar uma frente de oposição e lançar apenas um candidato. Ele que disputar, segundo um político local.

Ynaê Siqueira Curado, vereadora | Foto: Facebook

O PT pode bancar Tadeu Costa. A vereadora Ynaê Siqueira Curado — a única que faz oposição à gestão do “absenteísta” Nivaldo Melo — é cotada para disputar a prefeitura. É filiada ao União Brasil.

O pecuarista e ex-vereador André Pio, do PSDB, também pode disputar a prefeitura. Ele foi candidato em 2020.