O PSD estuda bancar o Doutor Beto, o PR avaliza Ludmila de Queiroz e o PMDB tende a bancar Bartolomeu Honório do Nascimento

A prefeita de Ipameri, Daniela Vaz Carneiro [foto acima, à esquerda], do PSDB, é apontada como favorita para a disputa de 2016 e conta com o apoio do PP, do PPS, do PTB e do PV. Um fino analista da política local garante que a oposição está igual tiro de escopeta com pólvora, quer dizer, está muito dividida. O favoritismo de Daniela Carneiro advém em parte desta crise oposicionista.

O vice-prefeito, o médico Carlos Roberto de Faria e Souza, o Doutor Beto, do PSD, rompeu com Daniela Carneiro e pretende ser candidato a prefeito. Já perdeu uma eleição para prefeito, em 2008. Mas pode se tornar, se ampliar a aliança política, um adversário poderoso.

A ex-vice-prefeita e ex-presidente da Câmara Municipal Ludmila de Queiroz Cozac [foto acima], formada em geografia, é cotada para disputar a prefeitura. Ludmila de Queiroz conta com o apoio dos deputados Diego Sorgatto (estadual), do PSD, e Alexandre Baldy (federal), do PSDB. Ela deve ser candidata pelo PR da deputada federal Magda Mofatto.

A ex-deputada Lamis Cosac, do PSDB, não apoia Daniela Carneiro nem Ludmila de Queiroz. Mulher de Rubens Cosac, afirma que não será candidata, mas está passando todos os fins de semana em Ipameri, o que, para muitos, é um sintoma de que planeja disputar ou pelo menos influenciar o processo político-eleitoral do município. É assessora especial do governador Marconi Perillo.

O PMDB tende a bancar o empresário Bartolomeu Honório do Nascimento. Empresário do ramo alimentício, é apontado como um gestor competente. Mas, segundo adversários, falta-lhe carisma. É tido como “secão”, mas, de repente, estaria tentando se passar por simpático.