Objetivo de Mendanha é que Professor Alcides chegue enfraquecido pra disputa de 2024

Ao incentivar a entrada de Magda Mofatto em Aparecida, Mendanha pensa tanto em 2022 quanto na eleição seguinte

Com o apoio do pré-candidato a governador pelo Patriota, Gustavo Mendanha, a deputada federal Magda Mofatto (PL) conquistou o apoio de mais de 10 vereadores de Aparecida de Goiânia. Trata-se de um fato, digamos, “velho”. Sabe-se que o Professor Alcides Ribeiro (PL) conquistou apoio de dois vereadores que haviam se bandeado para o lado da parlamentar — Élio Bom Sucesso (Élio Justiniano Alves) e Edinho (Edson de Souza Carvalho Filho).

Vilmar Mariano, prefeito, e Professor Alcides Ribeiro, deputado federal: aliados | Foto: Reprodução

Mas há questões que não foram apresentadas e, portanto, não discutidas.

Primeiro, Mendanha e Professor Alcides partilham interesses comuns em Aparecida, mas não pertencem ao mesmo grupo político. Quem pertence ao grupo do parlamentar é o prefeito Vilmar Mariano, o Vilmarzim.

Mendanha teria chegado a dizer, de acordo com vereadores, que, se Professor Alcides romper com ele para apoiar o pré-candidato do PL a governador, Major Vitor Hugo, vai esvaziá-lo de vez em Aparecida. Deu um primeiro recado, levando Magda Mofatto para a cidade, o que a deputada jamais faria sem sua permissão e autorização. Professor Alcides é simples e discreto, mas não tem nada de bobo. É hábil, inteligente, firme e espertíssimo. “Pisaram no ‘pescoço’ de Professor Alcides e agora exigem lealdade”, afirma um vereador.

Detalhe: o Tribunal Regional Eleitoral liberou, recentemente, o número atualizado de eleitores de Aparecida: 329.587. O município tem mais de 46.091 eleitores do que Anápolis (que tem 283.496 eleitores)

Segundo, Magda Mofatto certamente, ao menos na pré-campanha, se tornou a principal “benfeitora” de Mendanha. Ele tem viajado, para os compromissos no interior, num dos helicópteros da deputada (um especialista em aviação sugere que, como a hora de voo de helicóptero é cara, é provável que a dona do hotel Clube de Roma já tenha investido cerca de 500 mil reais na pré-campanha).

Flávio Canedo, Gustavo Mendanha e Magda Mofatto: surge um novo grupo político em Aparecida de Goiânia | Foto: Reprodução

Terceiro, e decisivo. Professor Alcides pode bancar a reeleição do prefeito Vilmar Mariano em 2024, daqui a dois anos, quatro meses e pouco mais de 20 dias. Um pulinho, dizem os políticos. Porém, se for reeleito, com expressiva votação em Aparecida, a tendência é que o deputado dispute a prefeitura.

Qual é, a rigor, o problema? Simples. O grupo de Mendanha vai lançar candidato a prefeito. Pode ser Tatá Teixeira (Patriota) ou o deputado estadual Max Menezes (PSD). Noutras palavras, ele não apoiará nem Vilmar Mariano nem Professor Alcides para prefeito de Aparecida.

Então, a crise gerada pela invasão de Magda Mofatto vai além da disputa de 2022. Na verdade, Mendanha atua, de maneira hábil — teria dito a Professor Alcides que nada tem a ver com a entrada da parlamentar na cidade —, para enfraquecer, desde já, aquele que vai decisivo na disputa de 2024, seja como possível candidato a prefeito ou apoiador do prefeito Vilmar Mariano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.