Morre o produtor de cinema, diretor de teatro e jornalista Jesus Chediak. Tinha Covid-19

Irmão de Almir Chediak, Jesus Chediak foi produtor, diretor e ator de cinema. Ele tinha 78 anos. Tinha problemas cardíacos

Jesus Chediak e Fernanda Montenegro | Foto: Reprodução

A Covid-19 fez mais uma vítima no campo das artes: o produtor de cinema, diretor teatral e jornalista Jesus Chediak morreu na sexta-feira, 8, aos 78 anos, no Rio de Janeiro. Ele estava internado na Unidade de Tratamento Intensivo do Hospital Assim do Méier desde segunda-feira, 4. Teve complicações cardíacas devido à Covid-19.

Jesus Chediak era diretor Cultural da Associação Brasileira de Imprensa (ABI) e curador da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro.

A família Chediak é ligada as artes. Um irmão de Jesus Chediak, o produtor musical Almir Chediak, produziu songbooks de João Donto, João Bosco, Chico Buarque e Toquinho. Ele foi assassinado, durante um assalto, em 2003.

Jesus Chediak foi roteirista dos filmes “Os Viciados”, de 1968, e de “Banana Mecânica”, de 1974. Atuou nos filmes “A Lenda de Ubirajara”, de 1975, “Ladrões de Cinema”, de 1977, e “As Borboletas Também Amam”, de 1979. Ele foi produtor e diretor de “Parto Para a Liberdade — Uma Breve História de Pedro Aleixo”.

O produtor de cinema foi diretor da Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia, do Teatro João Caetano e secretário de Cultura e Turismo de Duque de Caxias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.