Morre o ex-prefeito de Goiânia Chiquinho de Castro

Ex-deputado federal e estadual, Chiquinho de Castro tinha 83 anos e não havia se recuperado de uma queda

Morreu na segunda-feira, 23, no Instituto de Neurologia, em Goiânia, o ex-prefeito de Goiânia Francisco de Freitas Castro, o Chiquinho, de 83 anos. Ele foi deputado estadual e federal. Nasceu em Jaraguá em 25 de julho de 1934.

No início deste ano, Chiquinho de Castro sofreu uma queda e não se recuperou, dada a idade avançada, disseram os médicos.

Chiquinho de Castro foi eleito deputado estadual pela Arena, em 1974. Era seu primeiro cargo eletivo. Ele foi nomeado prefeito de Goiânia, em 1975, pelo então governador Irapuan Costa Junior, hoje secretário da Segurança Pública do governo de Goiás. Ele era formado em Direito. Na prefeitura, “implantou o primeiro sistema integrado de transporte de massas do país, fez uma reforma administrativa, promoveu a reclassificação de cargos do funcionalismo e duplicou a rede de ensino”, informa o “Dicionário Histórico-Biográfico” da Fundação Getúlio Vargas.

Em 1978, Chiquinho de Castro foi eleito deputado federal. Em 1982, elegeu-se deputado estadual. Em 1986, ficou como suplente, mas acabou assumindo o mandato.

No pleito de novembro de 1982 disputou uma vaga para a Assembléia Legislativa de Goiás (Algo).

A Fundação Getúlio Vargas registra: “Diretor econômico-financeiro da Centrais Elétricas de Goiás S.A. (Celg) a partir de 1994, no ano seguinte tornou-se secretário-geral do PMDB goiano, função que desempenharia até 1999. No primeiro semestre de 1995, foi vice-presidente da Celg e, entre julho a novembro de 1997, foi diretor administrativo da empresa. Presidente da Celg entre novembro e dezembro de 1998, neste último mês afastou-se das atividades públicas e dedicou-se à iniciativa privada, com a firma J. F. Empreendimentos e Participações, onde ainda atuava em 2009”.

Chiquinho de Castro foi proprietário da rede de supermercados Serve Lar. “O Dicionário Biográfico” da FGV informa: “Pioneiro no ramo de supermercados em Goiás, foi diretor da Federação de Comércio do Estado de Goiás e do Sindicato do Comércio Varejista do Estado de Goiás, diretor e conselheiro da Associação Comercial e Industrial do Estado de Goiás; diretor da Federação Goiana de Futebol, membro do Lions Internacional – Distrito L-13 e diretor da Rádio Cidade de Jaraguá”.

Pertencia a uma família tradicional de Jaraguá. O economista e ex-ministro Flávio Peixoto, pai do deputado Thiago Peixoto, era primo do ex-prefeito. Era filho de Benedito Soares de Castro e Ana das Neves de Freitas Castro.

Teve duas filhas com sua primeira mulher, Nicácia de Oliveira Castro; dois filhos com a segunda mulher, Joíza Pereira da Silva, e dois filhos com a terceira mulher, Vanusa Pimentel de Morais.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.