Na semana passada, ao inaugurar o trecho duplicado da rodovia BR-060, entre Rio Verde e Jataí, o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, ficou irritado com uma pergunta-crítica de um integrante da Associação Comercial e Industrial de Rio Verde.

O membro da Acirv comentou que a duplicação da BR-060 — entre Goiânia e Rio Verde — caminha a passo de tartaruga. Frisou também que, apesar de não estar concluída, o governo da presidente Dilma Rousseff a “inaugurou”. Noutras palavras, o governo federal estaria inaugurando trechos como se fosse a obra toda.

Irritado, Paulo Sérgio Passos disse que o governo de Dilma Rousseff está empenhado em melhorar a malha rodoviária do País.

Veja-se como os tempos estão mudados. Na década de 1950, ao participar de um comício em Jataí, o candidato a presidente da República Juscelino Kubitschek anunciou que iria transferir a capital do País para o Planalto Central e cumpriu a promessa. Agora, quase 60 anos depois, e no mesmo Sudoeste, um ministro se irrita porque o governo federal está inaugurando uma obra que não está concluída. O Brasil piorou mesmo.