Ministro inaugura 480 de conjunto que leva o nome da mãe de Marconi Perillo

Bruno Araújo diz vai “buscar dinheiro” pra reparar erro de Dilma Rousseff, que deixou 80 mil famílias sem teto ao não deixar no Orçamento os recursos para construir casas e apartamentos

Wilder-Morais-e-Marconi-Perillo-e-o-ministro-Bruno-Araújo

Maria Pires Perillo foi a grande estrela de quarta-feira, 8, em Goiás. A mãe do governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), morreu em julho de 2012 e, na tarde desta quarta, foi homenageada em Palmeiras, onde a família morou durante décadas. Além de Marconi e dezenas de parentes de Maria Perillo, participaram do evento o ministro das Cidades, Bruno Araújo, o senador Wilder Morais (PP), quatro deputados, dezenas de prefeitos e centenas de vereadores. A principal lembrança estava na placa de inauguração do conjunto habitacional de 480 casas inaugurado pelas autoridades: Residencial Maria Pires Perillo.

O governador lembrou que, no dia da morte da mãe, Bruno Araújo, então líder do PSDB na Câmara, veio a Goiânia fazer-lhe companhia. “Coube ao destino a coincidência de, quatro anos depois, meu amigo irmão Bruno prestar como ministro mais essa homenagem a minha mãe”, disse Marconi, que se emocionou durante o discurso.

O ministro lembrou a amizade com o governador e perguntou se outro Marconi Perillo, o pai, estava presente. Estava. Levantou-se no canto do palco montado na entrada do residencial que leva o nome da companheira de mais de meio século. Apontando-o, Bruno Araújo agradeceu ao Marconi original pela prole que “deu ao Brasil um de seus grandes líderes”. Foi a primeira obra inaugurada por ele no ministério.

O senador Wilder Morais, primeiro a ressaltar a justiça da homenagem a Maria Perillo, revelou que seus pais nunca tiveram casa própria. “Essa conquista de vocês [os que receberam ontem as chaves do novo endereço] foi a que a minha família sempre sonhou”, falou o senador. “Só sabe o valor de uma casa dessas quem está precisando de uma para morar.”

Antes do evento em Palmeiras, Marconi Perillo, Bruno Araújo e Wilder Morais almoçaram juntos em Goiânia, com integrantes da equipe do governo estadual. O ministro disse que vai “buscar dinheiro seja onde for” para reparar um erro da presidente afastada, Dilma Rousseff, que deixou 80 mil famílias sem teto ao não deixar no Orçamento os recursos para a construção de casas e apartamentos já anunciados, iniciados e inacabados.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.