Mendanha diz que, se quer disputar vaga no Senado, Iris Araújo deve bancar um Vilela para o governo

O prefeito eleito afirma que, se Ronaldo Caiado for o candidato da aliança PMDB-DEM, a tendência é que Maguito Vilela dispute o Senado. Aí Iris Araújo estaria fora do processo

Na foto Gustavo Mendanha

O prefeito eleito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, do PMDB, afirma que não fez nenhuma indicação de secretário. “Vou definir os nomes só em dezembro. Mas estou conversando com as lideranças do município.” O perfil da equipe será técnico, mas sem deixar de ser político. O peemedebista frisa que, dada a proximidade de Goiânia, vai atuar junto com Iris Rezende, o prefeito eleito da capital, também do PMDB.

Perguntado sobre a anunciada aposentadoria política do prefeito de Aparecida, Maguito Vilela, do PMDB, Gustavo Mendanha contrapõe: “Maguito não tem falado em aposentadoria, e sim numa pausa”.

Inquirido se Iris Araújo prefere Maguito Vilela, Daniel Vilela, ambos do PMDB, ou Ronaldo Caiado, do DEM, para o governo em Goiás, na eleição de 2018, Gustavo Mendanha é analítico: “O PMDB terá candidato a governador; isto é ponto pacífico. Deverá ser Maguito Vilela ou Daniel Vilela, nomes consensuais na base peemedebista. Se procede a informação de que Iris Araújo planeja disputar o Senado, os Vilelas, Daniel ou Maguito, são melhores para o seu projeto. Porque, se Ronaldo Caiado for o candidato a governador bancado por uma aliança entre o PMDB e o DEM, o postulante ao Senado deverá ser Maguito Vilela. Não há dúvida de que Marconi Perillo, do PSDB, e Maguito Vilela são páreos muito difíceis para quaisquer outros candidatos. Trata-se de realismo político, portanto, apoiar um dos Vilelas para o governo.”

Gustavo Mendanha diz que seu projeto número um é administrar bem Aparecida de Goiânia, sem contenciosos políticos. “Sigo a linha de Maguito Vilela, que não perdeu tempo com questiúnculas político-partidárias.” Portanto, embora esteja no seu horizonte, a disputa de 2018 não é, momento, seu principal foco. Ainda assim, afirma que sua base deve lançar no máximo três candidatos a deputado estadual [Max Menezes, Veter Martins e Ozair José]. “Nós temos compromisso com alguns políticos. Agora, para deputado federal, não fiz compromisso com ninguém. Maguito Vilela e Daniel Vilela vão me ajudar a definir o nome.”

AGM e Barcelona

Sobre a eleição para a Associação Goiana de Municípios (AGM), Gustavo Mendanha afirma que não está participando do processo. “Não fui procurado por nenhum dos postulantes.”

Recentemente, Gustavo Mendanha esteve em Barcelona, participando da Smart City Expo & World Congress, que discutiu a respeito de cidades inteligentes, sustentabilidade e tecnologia. O prefeito eleito interessou-se sobretudo pelos mais modernos sistemas de monitoramento de ruas, automóveis e pessoas — e também o acesso gratuito de internet em vários pontos das cidades. Ele conversou com executivos de empresas da China e de Israel.

Gustavo Mendanha esteve no “Sebrae” de Barcelona, verificando sobretudo a incubadoras de starups.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.