Médica morre vítima da Covid-19. Ela estava na UTI

Lúcia Dantas Abrantes, de 66 anos, visitou a capital de seu Estado e ficou 10 dias internada numa UTI

A médica Lúcia Dantas Abrantes, de 66 anos, morreu na sexta-feira, 10, na UTI do Hospital São Camilo de Iguatu, no Centro-Sul do Ceará.

Três dias depois de voltar de Fortaleza, em março, Lúcia Dantas, começou a passar mal, com sintomas da doença. Internada na UTI, foi entubada, mas, depois de 10 dias, não resistiu. Os jornais do Ceará, como “Diário do Nordeste” e “O Povo”, não informam se era hipertensa ou se tinha diabetes. Antes da viagem à capital do Ceará, estava bem de saúde e trabalhava normalmente.

Lúcia Dantas Abrantes, médica: morreu aos 66 anos, no Ceará | Foto: Facebook

Lúcia Dantas trabalhava na Unidade Básica de Saúde do Sítio Gadelho, na zona rural de Iguatu. “Era uma profissional dedicada, sempre alegre e espontânea”, afirma o secretário de Saúde do município, Georgy Xavier. O prefeito Ednaldo Lavor corrobora: “Sempre foi uma profissional atenciosa e dedicada, cumpridora com entusiasmo de seus serviços. Apresentamos o nosso pesar à família e lamentamos mais essa morte por Covid-19”.

A médica deixa o marido e dois filhos. Lúcia Dantas é a terceira morte ocorrida em Iguatu. Na cidade, morreram uma mulher de 33 anos e um bebê de três meses.

Sessenta e sete pessoas já morreram no Ceará, em decorrência do coronavírus, e há 1.558 casos confirmados da Covid-19. Na capital do Estado, Fortaleza, morreram 53 pessoas. Há 10.177 casos suspeitos de contaminação pelo coronavírus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.