MDB e PSDB fecham aliança e lançam Pedro Gonçalves para prefeito de Goianésia

Vice do candidato do emedebismo é o delegado de polícia Marco Antônio Maia, do PSDB. Os jovens unem dois grupos que são rivais históricos no município

Pedro Gonçalves: candidato a prefeito de Goianésia pelo MDB | Foto: Reprodução

O prefeito de Goianésia, Renato de Castro, do MDB, ficou a ver navios. Em 2018, o emedebista não apoiou o candidato do partido a governador, Daniel Vilela, e avaliou, errado, que ficaria por isso mesmo. Não ficou. Agora, em 2020, o partido fechou com Daniel Vilela e retirou a reeleição do prefeito.

Marco Antônio, líder do PSDB: delegado é o vice de Pedro Gonçalves | Foto: reprodução

Na quarta-feira, 16, o MDB lançou Pedro Gonçalves para prefeito de Goianésia — com o delegado de polícia Marco Antônio Maia, do PSDB, como vice. Renato de Castro ficou parecendo um dançarino do Baile da Ilha Fiscal…

O ex-prefeito Jalles Fontoura, do PSDB, diz que Pedro Gonçalves e Marco Antônio são dois jovens e que, qualificados e modernos, vão começar uma nova etapa no desenvolvimento de Goianésia. “A favor da cidade”, afirma o tucano. Trata-se de uma aliança considerada pacificadora entre dois grupos que disputam, há anos, eleições no município.

Convenção

A convenção do MDB foi realizada em Goiânia. Renato de Castro perdeu. Ele estaria articulando um possível candidato do Democratas, Paulo Henrique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.