Marcos Roberto é cotado para a Secretaria da Economia e Pedro Chaves pode ir para o Detran

O projeto número 1 do presidente do Detran é a reeleição do governador Ronaldo Caiado, tendo ou não cargos no governo

Adverte-se o leitor: a secretária de Economia, Cristiane Schmidt, está “prestigiada”, por ter a confiança do governador de Goiás, Ronaldo Caiado, do partido Democratas. Se quiser, fica no governo, na Economia ou, por exemplo, na presidência da Codego.

Entretanto, se por um motivo ou outro optar por deixar o governo, a tendência é que seja substituída pelo presidente do Detran, Marcos Roberto Silva.

Advogado, Marcos Roberto é da mais estrita confiança de Ronaldo Caiado (pertence, por assim dizer, ao círculo íntimo dos melhores amigos). Tanto que, no início do governo, em 2019, foi logo encaminhado para o comando do Detran.

Marcos Roberto Silva: presidente do Detran Goiás | Foto: Fábio Costa/Jornal Opção

A corrupção grassava no Detran. Lá era um lugar de esquema de milhões de reais, um feudo de um grupo de políticos associados a bicheiros e um empresário conhecido. Marcos Roberto assumiu numa semana e, na seguinte, já estava sendo ameaçado. Queriam intimidá-lo e forçá-lo a recuar das decisões sérias. No entanto, o executivo manteve a operação-limpeza e não recuou um milímetro. Todas as vezes que políticos reclamavam para o governador, o resultado era o inverso do pretendido. O advogado, no lugar de enfraquecer, ficava mais forte. Três anos depois, Marcos Roberto, o Marcão Decência (como é conhecido no órgão), permanece no Detran — impoluto.

Workaholic, Marcos Roberto, além de gerir o Detran — que é como uma cidade de médio porte —, aprecia política. Se quisesse, se não fosse desprovido de certas vaidades, sairia candidato a deputado estadual ou federal em 2022. Mas não quer. Seu principal objetivo, neste ano, é contribuir para eleger Ronaldo Caiado, se possível já no primeiro turno. Para tanto, vai participar da campanha. De perto, se tiver cargo ou não.

Humilde, Marcos Roberto não reivindica a Secretaria de Economia e, a rigor, nenhuma outra pasta. Se for necessário, afirma gente graúda do governo, deixa o Detran e fica até sem cargo. Porque, para ele, o importante é a reeleição de Ronaldo Caiado. Se for preciso, deixará o Detran, para ocupar uma secretaria, ou mesmo para não ocupar. Comenta-se no mercado político que o ex-deputado federal e engenheiro Pedro Chaves pode assumir a chefia do Detran ou da Saneago — na cota do MDB do ex-deputado federal Daniel Vilela, presidente do partido e pré-candidato a vice de Ronaldo Caiado para a disputa deste ano.

Procurado para discutir a questão, Marcos Roberto não atendeu aos telefonemas e mensagens.

O que se disse acima é uma especulação construída a partir do que se ouviu de oito participantes do governo e três deputados estaduais. Pode se tornar realidade ou não.

2 respostas para “Marcos Roberto é cotado para a Secretaria da Economia e Pedro Chaves pode ir para o Detran”

  1. Avatar Marcos Franco Mota disse:

    Poderia continuar no DETRAN.

  2. Avatar Marcos Franco Mota disse:

    Só complementando!
    Ótimo Presidente, poderia continuar presidindo o DETRAN-GO. Meus parabéns!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.