Lincoln Tejota continua articulando para ser candidato a presidente da Assembleia Legislativa.

O jovem político estaria usando, de acordo com um deputado, dois bunkers para conversar — por intermédio do pai, Sebastião Tejota — com deputados eleitos e reeleitos.

Um dos bunkers mais concorridos, segundo o deputado, fica no Tribunal de Contas do Estado (TCE); mais precisamente, no gabinete do conselheiro Sebastião Tejota, pai de Lincoln Tejota. O conselheiro Kennedy Trindade, outro operador profissional que banca a candidatura do vice-governador, costuma sugerir, sublinha o deputado, que já fez pelo menos três presidentes da Alego (Samuel Almeida, Jardel Sebba e Helder Vallin).

Kennedy Trindade e Marconi Perillo: jogando para Lincoln Tejota | Foto: Divulgação do TCE

O segundo bunker de Lincoln, postula o deputado, funciona num edifício nas proximidades do shopping Flamboyant. Kennedy Trindade e o ex-governador Marconi Perillo já foram vistos por lá; recentemente, almoçaram juntos, num restaurante da Alameda Ricardo Paranhos. O tucano estaria animado com a possibilidade de Lincoln Tejota ser presidente da Alego e já teria pedido, inclusive, diretorias para Eliane Pinheiro e Matheus Ribeiro (Comunicação, possivelmente).

A versão do deputado eleito Lincoln Tejota

O deputado estadual eleito Lincoln Tejota disse ao Jornal Opção no domingo, 18, que não está articulando politicamente nas dependências do Tribunal de Contas do Estado (TCE), onde seu pai, Sebastião Tejota, é conselheiro. “Solicitei que minha segurança vá até o tribunal e levante quantas vezes fui no TCE nos últimos quatro anos. Sabe quantas vezes fui lá? Na última semana apenas, por determinação do governador para representar na posse da nova mesa”, afirma o integrante do União Brasil.