Marconi Perillo deve apoiar pleito de Kajuru e contribuir para a construção do Hospital do Diabético

A responsabilidade pela edificação é da Prefeitura de Goiânia, mas Iris Rezende não demonstra interesse, exceto pro forma, pelo projeto do vereador do PRP

Jorge Kajuru, Marconi Perillo, Cristina Lopes e Priscila Tejota: apostando no Hospital do Diabético

As vereadoras Cristina Lopes (PSDB) e Priscila Tejota (PSD) levaram ao governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), um pedido do vereador Jorge Kajuru (PRP): apoio para a construção do Hospital do Diabético. O hospital teria de ser construído pela Prefeitura de Goiânia e Iris Rezende — que os funcionários do Paço Municipal, pra dar um cunho antigo, chamam de alcaide — chegou a prometer apoio. Porém, o prefeito peemedebista não se move, possivelmente porque o setor de saúde não é um dos focos centrais de sua gestão e Kajuru não tem o apreço do chefão do PMDB. O tucano-chefe ouviu o pedido e avaliou que o projeto é importante e vai apoiá-lo.

Resta saber se, depois de Marconi avaliar positivamente o projeto, Iris vai ajudar na construção do hospital. Se­gundo um médico, o prefeito estaria sendo orientado a não bancar a edificação da unidade de saúde, porque vai gerar “uma despesa bem alta”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Mauro de Oliveira

Com tantas mazelas herdadas de seu antessessor, indicado por ele mesmo, o prefeito Iris Resende teria dificuldades para criar mais um gasto, mesmo que importante.
Talvez uma revisão na folha de pagamento pudesse rever a decisão, pois o projeto é importante e merecedor de atenção.