O governador Marconi Perillo, em defesa de serviços públicos mais eficientes, tem exigido que seus auxiliares não fiquem dando ordens apenas dos gabinetes. Ele cobra que todos ponham a mão na massa e verifiquem, de perto, o que está sendo feito por suas equipes. É um adeus à burocracia.

No Detran, por exemplo, acredita-se que os diretores são mais teóricos do que técnicos pragmáticos.