Márcio Correia vai assumir a presidência do MDB de Anápolis. Eli Rosa está fora do comando

O empresário Eli Rosa apoia o pré-candidato do DEM a governador, o que é apontado como “infidelidade partidária”

O empresário Márcio Correia vai assumir a presidência do MDB de Anápolis. Ele substitui o empresário Eli Rosa, que, ao trocar o apoio ao pré-candidato do MDB a governador, Daniel Vilela, pelo apoio ao pré-candidato do DEM, Ronaldo Caiado, deu provas, segundo a cúpula regional, de infidelidade partidária. Emedebistas chegam a falar em “alta traição”, uma vez que, no pleito de 2016, Daniel Vilela bancou Eli Rosa para vice do candidato do PT, João Gomes, e sua filha Elinner Rosa para vereadora.

Márcio Correia tem 37 anos e o presidente do MDB, Daniel Vilela, o escolheu com o objetivo de renovar e oxigenar o partido, “preservando sua história e tradição”.

O deputado federal Daniel Vilela esteve na redação do Jornal Opção na sexta-feira, 23, e disse que o MDB tem de apoiar o MDB, porque o partido tem candidato a governador. Seria contraditório manter na presidência do partido em Anápolis um político que apoia o candidato de outro partido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.